Inscreva-se para receber, toda semana, o Boletim da Minhoca com informações importantes sobre minhocas e minhocultura.

Minhobox | Boletim da Minhoca
x
PORTAL DA MINHOCA
  • Idioma Português
  • Idioma Espanhol
  • Idioma Inglês
Boletim da Minhoca
Notice (8): Undefined variable: usemob [APP/View/Minhoquiz/index.ctp, line 9]

Perguntas e respostas com ilustrações bem-humoradas sobre as maravilhas e curiosidades do universo da minhoca e sua criação, publicadas semanalmente no Boletim da Minhoca, a newsletter da Minhobox, que sorteia e premia acertadores.
  • Quantas minhocas são geradas a partir de uma cortada ao meio? -- Nenhuma, uma ou duas?
  • gráfico Quantas minhocas são geradas a partir de uma cortada ao meio? -- Nenhuma, uma ou duas?

Quantas minhocas são geradas a partir de uma cortada ao meio?
Nenhuma, uma ou duas?

Minhocas têm propriedade expressiva de regenerar partes eventualmente seccionadas de seu corpo que lhes faz reaver a maior parte da quantidade original de segmentos perdidos. No entanto, a eficiência e a rapidez de recuperação estão muito relacionadas com a posição do corte e a porção anterior do corpo preservada, porque são nos segmentos proximais que se concentram partes importantes do sistema nervoso responsável por ordenar o processo regenerativo.

Depois de mutilada, uma minhoca entra em estado de letargia por um tempo variável com a espécie, a idade, a temperatura, disponibilidade de oxigênio e as condições ideais de sobrevivência, quando se mantém em repouso e com baixa atividade metabólica. Forma-se uma ferida no segmento cortado da extremidade anterior, que se fecha com poucos dias, e o canal digestivo, também dividido, pode ficar aparente ou ocluso durante o processo regenerativo, que vem em seguida. O anel cortado da extremidade caudal permanece aberto durante a provável regeneração com uma ulceração ao seu redor. Nessas circunstâncias, presume-se que a minhoca decresça a atividade habitual, dirigindo o esforço fisiológico para a recuperação da parte perdida.

O fenômeno, que se explica por mecanismos elétricos, jamais produz número superior à quantidade original de segmentos. Os anéis regenerados se distinguem dos demais ilesos, por se apresentarem menos pigmentados e com cor mais clara.

Via de regra, quanto mais próximo da cauda for o corte, maiores serão as possibilidades de a parte que contém a cabeça se regenerar. Se cortada ao meio, a parte posterior ainda se mantém viva por alguns dias após a divisão, até que morre e se desintegra por não ter formas de se nutrir. Salvas as exceções, somente a metade que contém a cabeça se regenera.

 

Afrânio Augusto Guimarães - zootecnista / MINHOBOX.

 

Resposta certa: uma.

Ganhador: Francisco Mendes de Sousa

  • Imprima esta página.
    Imprima esta página.
  • Envie esta página para alguém.
    Envie esta página para alguém.
  • Envie uma mensagem para a Minhobox.
    Envie uma mensagem para a Minhobox.
  • Deixe seu comentário sobre esta página.
    Deixe seu comentário sobre esta página.
  • Compartilhe esta página no Facebook.
  • Recomende esta página pelo Twitter.
  • Recomende esta página pelo Google+.
Deixe seu comentário sobre esta página.
Enviar
Envie esta página para alguém.
Envie uma mensagem para a Minhobox.
Notice (8): Undefined variable: usemob [APP/View/Minhoquiz/index.ctp, line 267]
Notice (8): Undefined variable: usemob [APP/View/Minhoquiz/index.ctp, line 327]