Inscreva-se para receber, toda semana, o Boletim da Minhoca com informações importantes sobre minhocas e minhocultura.

Minhobox | Boletim da Minhoca
PORTAL DA MINHOCA
  • Idioma Português
  • Idioma Espanhol
  • Idioma Inglês
Boletim da Minhoca

PALESTRAS

           O zootecnista da Minhobox, Afrânio Augusto Guimarães, freqüentemente percorre o Brasil e países estrangeiros para prelecionar sobre as técnicas de minhocultura da empresa e o desenvolvimento de novos produtos para a atividade. As palestras ministradas em universidades, escolas de ensino médio, órgãos de agricultura, grupos de criadores, feiras e exposições são dirigidas a quem pretende se ingressar na minhocultura e aos admiradores do ramo.

Curso de Minhocultura 2.15

  • Curso de Minhocultura 2.15
  • Minhobox capacita novos criadores vindos de norte a sul do Brasil interessados em conhecer as novas tecnologias em minhocultura.

Nos dias 14 e 15 de novembro, a Minhobox realizou o segundo Curso de Minhocultura de 2015, no Hotel Serrana, localizado no centro de Belo Horizonte, dando continuidade ao plano de disseminar o evento nas principais capitais e cidades brasileiras.

Vindos de oito estados de todas as regiões do Brasil, os participantes receberam os conhecimentos das técnicas desenvolvidas pela Minhobox que contornam as inconveniências dos métodos tradicionais de criação de minhocas em canteiros e em recipientes improvisados.

 

O zootecnista da Minhobox, Afrânio Augusto Guimarães, mais uma vez repassou através do Curso de Minhocultura a experiência e os conhecimentos apreendidos pela Minhobox nos últimos vinte e dois anos, implantando mais de dois mil minhocários em dezoito países sob tecnologias próprias de criação.

 

 

Um ninho de minhocas contendo milhares de casulos foi uma das ilustrações mostradas aos participantes. O receptáculo inventado pela Minhobox é um dos componentes das UPM (Unidade de Produção - Minhocas) do sistema de minhocultura em colchões plásticos, o Minhobed. 

 

 

Com a tonalidade cambiante que lhes é peculiar, reprodutoras da espécie gigante-africana (Eudrilus eugeniae) são apresentadas como as minhocas indicadas para povoar os minhocários em regiões de clima quente e que possuem a prioridade de produção de iscas para pesca. 

 

 

Em uma das pausas do evento, foi servido um lanche com bebidas e quitutes, incluindo o legítimo pão de queijo mineiro. O coffe break é uma oportunidade dos participantes de se conhecerem melhor, de trocarem seus contatos e de compartilhar seus projetos e experiências em minhocultura. 

 

 

Domingos Sávio Pires Monteiro é o colaborador da empresa que tem acompanhado o evento pelo Brasil: durante as aulas práticas, dirige aos inscritos as bandejas com as espécies de minhocas, seus casulos e húmus, os predadores, os conviventes, os vários tipos de matéria-prima e outros. 

 

 

Embora o objetivo principal da grande maioria dos cursistas foi o de empreender na minhocultura, lá houve quem tinha o desejo de aprender a dar destino ecológico aos resíduos orgânicos gerados em domicílios, especialmente os resíduos do preparo e os rejeitos de comida.

 

 

As variações da granulação e do aspecto do húmus de diversas espécies de minhocas detritívoras foram apresentadas aos inscritos, desde o composto por grânulos cilíndricos produzidos pela gigante-africana (Eudrilus eugeniae) até o bem fino gerado pela aninha-verde (Dichogaster annae). 

 

 

Durante aula prática, foram apresentados vários tipos de matéria-prima enfatizando a disponibilidade, o tipo de tratamento que devem se submeter na conversão em alimento de minhocas, o custo, as restrições e as especificidades de cada uma delas na produção de minhocas e de húmus. 

 

 

Uma tabela simples foi apresentada para auxiliar na eleição da espécie segundo o clima da região em que será montado o minhocário, o produto prioritário (húmus, matrizes, alimento vivo, farinha de minhocas ou minhocas desidratadas), o tipo de matéria-prima disponível e a rapidez da entrega. 

 

 

Através do tablet, um participante nordestino fotografa a espécie detritívora violeta-do-himalaia (Perionyx excavatus), uma minhoca recomendada para o clima quente de sua região, onde manifesta elevados índices de humificação e reprodução.

 

 

 

No evento, a Minhobox lançou o novo módulo de minhocário que se supre do lixo domiciliar, trata o chorume e pode ser instalado dentro de um apartamento. Chamado de Minholix, o criatório adota princípios dos módulos industriais de minhocultura e tem manejo orientado por um aplicativo. 

 

 

Ao final do curso, os participantes provenientes de norte a sul do Brasil posaram para uma foto que registrou a reunião de pessoas bem-humoradas, atenciosas e interessadas no prazer, na alternativa ecológica e na rentabilidade do empreendimento de criar minhocas. 

 

  • Imprima esta página.
    Imprima esta página.
  • Envie esta página para alguém.
    Envie esta página para alguém.
  • Envie uma mensagem para a Minhobox.
    Envie uma mensagem para a Minhobox.
  • Deixe seu comentário sobre esta página.
    Deixe seu comentário sobre esta página.
  • Compartilhe esta página no Facebook.
  • Recomende esta página pelo Twitter.
  • Recomende esta página pelo Google+.
Deixe seu comentário sobre esta página.
Enviar
Envie esta página para alguém.
Envie uma mensagem para a Minhobox.