Inscreva-se para receber, toda semana, o Boletim da Minhoca com informações importantes sobre minhocas e minhocultura.

Minhobox | Boletim da Minhoca
x
PORTAL DA MINHOCA
  • Idioma Português
  • Idioma Espanhol
  • Idioma Inglês
Boletim da Minhoca

Ácaros no minhocário

  • Ácaros no minhocário
  • Já percebi carrapatinhos numerosos no substrato que, às vezes, se grudam ao corpo das minhocas. Eles são prejudiciais a minha criação?
    Daniel Pio - Botucatu, SP

O processo de decomposição por que deve se submeter previamente qualquer tipo de matéria-prima da minhocultura envolve a atuação de uma diversidade enorme de pequenos seres vivos, visualizáveis ou não a olho nu.

Uma microfauna sapróbia constituída por bactérias, fungos, protozoários e actinomicetos e outras criaturas decompositoras maiores habitam os resíduos orgânicos e deles se alimentam, deixando-os na forma assimilável pelas minhocas: no meio de numerosas espécies de insetos, moluscos, miriápodes e outros bichos, há uma diversidade grande de aracnídeos que auxiliam nesta transformação de lixo orgânico em substrato para a minhocultura.

Na natureza, especialmente em solos de florestas, de pastagens e em locais de grande acúmulo de matéria orgânica, um grupo de muitas espécies de pequenos ácaros de vida livre ocorre em grandes populações, compondo uma grande parte da mesofauna edáfica: são os ácaros da subordem Oribatida que aceleram a reciclagem de nutrientes exercida por microrganismos, como bactérias e fungos decompositores, principalmente.

Representados por cerca de nove mil e novecentas espécies, os ácaros oribatídeos são iteróparos, isto é, apresentam vários períodos reprodutivos enquanto vivos e que, assim, produzem descendentes mais de uma vez enquanto vivos, com uma expectativa de vida na fase adulta relativamente longa. Este grupo de minúsculos ácaros de cores esbranquiçada a tons de ferrugem, mede aproximadamente um milímetro e apresenta seis estágios de vida: pré-larva, larva, três instares ninfais e a fase adulta, supridas por fungos e detritos orgânicos provenientes, principalmente, de plantas mortas.

Em se considerando o hábito alimentar dos ácaros associados à minhocultura, a aplicação de húmus eventualmente infestado por eles não traz qualquer dano ao desenvolvimento das plantas. Este grupo de pequenos aracnídeos não é fitófago e, por isto, não se constitui em praga vegetal já que sua alimentação é especificamente constituída de resíduos orgânicos em decomposição: alguns exemplares podem até sair do húmus e subirem nas plantas adubadas, mas não sobreviveriam sem o tipo de alimento que os sustentam. Se o solo adubado contiver uma camada superficial rica em matéria orgânica, os ácaros podem, inclusive, prosperar por lá e gerar benefícios ao cultivo.

 

acaros

 

acaros

A infestação de ácaros fixados no corpo de uma minhoca não é indicação de uma aparente ação predatória. A forésia, isto é, o comportamento de um animal, que se faz transportar por outro, sem haver parasitismo, se repete com os ácaros, geralmente abundantes, ao se agarrarem em minhocas, por exemplo. Trata-se de uma forma de dispersão os oribatídeos que buscam por locais de condições favoráveis à sobrevivência para onde se desprendem das minhocas, sem lhes fazer mal algum.

 

acaros

A ocorrência de aracnídeos no universo da minhocultura é bem diversificada: além dos ácaros oribatídeos, há pequeninas espécies de aranhas avermelhadas que habitam a superfície do substrato dos minhocários onde se alimentam e deixam grupos de ootecas brancas e esféricas envolvidas por duas camadas de seda espessa, protegendo ovos numerosos durante a incubação.

 

acaros

Na reciclagem do lixo orgânico domiciliar, a infestação destes ácaros é muito comum: ricos em matéria orgânica, os restos de comida, as cascas de frutas e as hortaliças descartadas, por exemplo, se constituem num ambiente favorável para se proliferarem demasiadamente. O material fica uniformemente repleto de pequenos pontos amarronzados, recebendo a atividade decompositora deste grupo de ácaros detritívoros.

 

Afrânio Augusto Guimarães – zootecnista / MINHOBOX
Jornal da Minhoca - edição 79 - junho de 2018
Atualizada em março de 2019
  • Imprima esta página.
    Imprima esta página.
  • Envie esta página para alguém.
    Envie esta página para alguém.
  • Envie uma mensagem para a Minhobox.
    Envie uma mensagem para a Minhobox.
  • Deixe seu comentário sobre esta página.
    Deixe seu comentário sobre esta página.
  • Compartilhe esta página no Facebook.
  • Recomende esta página pelo Twitter.
  • Recomende esta página pelo Google+.
Deixe seu comentário sobre esta página.
Enviar
Envie esta página para alguém.
Envie uma mensagem para a Minhobox.